Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

http://contra-sensual.blogs.sapo.pt

http://contra-sensual.blogs.sapo.pt

29
Fev12

DA INSUSTENTÁVEL NECESSIDADE DAS DESCULPAS ESFARRAPADAS...


Maria João Brito de Sousa

 

Do fundo mais fundo desta indescritível nebulosa em que a broncopneumonia lançou o meu discernimento, pareceu-me ouvir algumas palavras do Dr. Francisco George – palavras preocupadas, sem dúvida – sobre a possível ineficácia da vacina contra a gripe, administrada este ano. Ainda mais cá do fundo, lembro-me de que isso todos nós já sabemos… os vírus sofrem mutações tão rápidas e imprevisíveis que só com muita sorte – ou um milagre daqueles que dão direito a missas em directo – poderiam garantir os prometidos 100% de eficácia… mas, adiante, que esta “nebulosa” deixa-me tanto mais cansada quanto mais me esforço por entender estas dúvidas quase transcendentais dos que estão à cabeça da nossa saúde pública e eu, com muito maior economia de esforço, recursos e tempo, penso que o extraordinário aumento dos índices de mortalidade, entre idosos e doentes crónicos, se deve àquilo que vai sendo óbvio para todos nós; centenas ou milhares de indivíduos desses grupos de risco, deixaram, há muito, de poder tomar as suas medicações habituais e, outros tantos desistiram mesmo de deslocar-se às consultas por não terem dinheiro quer para os transportes, quer para o pagamento das taxas moderadoras. Esta é uma realidade que só não vê quem não quer e que, sendo assumida, talvez possa vir a poupar alguns milhares – ou milhões? – de euros num estudo que todos sabemos ser supérfluo…

Mas isto digo eu, claro, que estou a delirar com a febre…. ou não?

 

 

Maria João Brito de Sousa – 29.02.2012 – 13.38h

 

16
Fev12

O SEU TESTEMUNHO FAZ-NOS FALTA!


Maria João Brito de Sousa

 

 

 

http://www.facebook.com/l.php?u=http%3A%2F%2Fwww.manifestosns.tk%2F%3Fcat%3D6&h=qAQFydRH-

 

Deixe, na página a que este link dá acesso, o seu testemunho em relação às alterações que tenha sentido a nível de comparticipações medicamentosas, preços das taxas moderadoras, dificuldade em conseguir exames clínicos, atrasos na marcação de consultas ou cirurgias, etc.

 

O seu testemunho faz-nos falta!

 

 

 

 

 

Imagem retirada da net

15
Fev12

ESTES NÃO PAGO, NEM TOMO... MAS NÃO ME CALO!


Maria João Brito de Sousa

Entre os despachos ou portarias que conferem – conferiam… - gratuitidade na aquisição de medicamentos aos portadores de doenças crónicas, encontra-se o 11387-A/2003, de 23/5, referente ao Lúpus Eritematoso Sistémico.

Durante anos beneficiei desse despacho e consegui, até hoje, sobreviver a todas as “maleitas” associadas ao SAAFs – Síndrome dos Anticorpos Anti Fosfolipídicos – que também - quis a sorte - me afecta desde sempre e foi, muito provavelmente e numa visão retrospectiva, responsável pelos cinco abortos espontâneos e os já nem sei quantos acidentes tromboembólicos que venho tendo desde os meus vinte anos. Toda esta “pieguice” vem a propósito de mais uma “inovação” do MS  com vista, suponho eu, a eliminar as tais gorduras do Sistema Nacional de Saúde…

E o que temos desta vez? Temos – ah, temos, temos! – um recuo nos benefícios com que se tentavam minimizar os custos para  as vidas, já de si complicadas, dos portadores de doenças crónicas, retirando a muitos deles a possibilidade de adquirirem medicação que lhes permita a sobrevivência com um mínimo de dignidade e o menor sofrimento possível. Para a maioria dos que não puderem continuar a equilibrar as suas dislipidémias, hipertensões, quadros de osteopenia e tantos mais, associados tanto à patologia quanto à própria acção de alguns dos medicamentos essenciais à manutenção de parâmetros vitais  e de valores analíticos estáveis, esta "atitude" redundará numa fortíssima queda da esperança de vida e num verdadeiro atentado à sua qualidade.  

Não estou ainda segura de quantas e “que” substâncias terapêuticas deixaram de ser abrangidas pelo regime de gratuitidade. Esta medicação é, por norma, fornecida em receituário triplamente impresso, com a validade de seis meses, e eu ainda tenho um pouco mais do que os seis meses para protestar… mas fá-lo-ei! Fá-lo-ei a multiplicar por mil, se necessário for, por todos aqueles que irão, pura e simplesmente, desistir de sobreviver a mais esta medida do neoliberalismo que nos (des)governa!

 


 

Maria João Brito de Sousa – 15.02.2012 – 19.26h

 

 

 

NOTA - Apenas uma das substâncias terapêuticas, das três que ontem me foram receitadas, mantém a portaria (despacho) que garante a gratuitidade.


 

03
Fev12

SE NÃO...


Maria João Brito de Sousa

 

Sobre fundo sonoro de óleo laborando em generosa fritura, leio, no ecrã do velho televisor;

 

AS EMISSÕES DE TELEVISÃO ANALÓGICA DESTE EMISSOR/RETRANSMISSOR CESSARAM EM 1 DE FEVEREIRO DE 2012.

PODE CONTINUAR A RECEBER TELEVISÃO DE FORMA GRATUITA ATRAVÉS DE TELEVISÃO DIGITAL TERRESTRE.

PRECISA APENAS DO EQUIPAMENTO APROPRIADO. INFORME-SE ATRAVÉS DO NÚMERO 800 200 838 OU DO SITE TDT.TELECOM.PT

 

TDT

 

televisão digital terrestre

 

Atenção! Não estou a apelar à caridade! Estou a chamar a atenção para o facto de se pressupor que todos os portugueses estão em condições económicas satisfatórias, podendo adquirir o referido aparelhómetro. O assunto nem sequer me mereceria o post, não fosse o pressuposto ser muito, muitíssimo dúbio.

 

 

 

Maria João Brito de Sousa

 

 

Imagem retirada da internet, via Google

Mais sobre mim

foto do autor

DADOS ESTATISTÍCOS SOBRE O DESEMPREGO

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

ADVERTÊNCIA

A maioria das imagens são retiradas da internet. Deixe um comment se não estiver de acordo.

UM BLOG EXPLOSIVO...

... só para "de vez em quando"...