Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

http://contra-sensual.blogs.sapo.pt

http://contra-sensual.blogs.sapo.pt

29
Mai15

OBRA - Dissecação de um conceito de...


Maria João Brito de Sousa

transferir (10).png

 

(Proseando...)

 

A criatividade – aquela que nos nasce das constantes colisões com as imprevisibilidades do espaço e do tempo, não a que nos surge mercantilisticamente formatada pelas chamadas “necessidades de mercado” - nunca foi muito amiga das burocracias, nem dos caminhos traçados por outrém... esmagam-na as imposições, viola-no-la e inutiliza-no-la a rigidez dos protocolos. Mas engendra(se). Sempre.

 

Venho de uma geração que sempre privilegiou o utilitário, sem nunca ter deixado que lhe fossem arrancadas as raízes primordiais do sonho e do espanto. A “fornada” exactamente necessária àquele tempo, neste espaço. Sou, portanto, dessa “fornada”, uma peçazinha claramente nascida para a produção ao nível das artes e das ciências a quem, porém, uma vez enredada na teia social, acabaram por ficar vedadas todas as formas de se tornar verdadeiramente útil e de preencher com o seu específico desempenho, alguns dos muitos, dos infindáveis – e muito desejáveis... - espaços vazios do sempre crescente e ondulante tecido criativo.

 

Nunca me queixo. Constato. E aproveito para, agora que em verdade posso dizer que me é muito difícil ter força para agir e espantosamente fácil encontrar um sentido para a acção, tentar cumprir, no pouco tempo que me resta, o que poderia ter vindo a ser cumprido ao longo do tempo útil de uma vida.

 

Obra? É isto. Este espaço chamado erro que medeia
entre o que já fizémos e aquilo que poderíamos ter feito.

 

 

Maria João Brito de Sousa -29.05.2015

23
Mai15

ESCREVER... "ORNITORRINQUÊS"


Maria João Brito de Sousa

platypus3.jpg

Ocorreu-me agora uma estranha ideia que talvez nem devesse partilhar, mas... penso que os defensores do indefensável AO90 nos imaginam, a nós que contra ele erguemos poemas, determinação, penas e teclas, muito "coladinhos", na nossa imaginada inocência, ao Acordo de 1911... pois bem, eu não estou e sei que a maioria dos opositores também o não está. O problema é que este aberrante AO90, para além de mutilar a língua com a mesmíssima e requintada graça que um talhante poria numa delicada cirurgia ocular (por exemplo), ainda advoga o impossível que é a unificação, pelas férreas algemas de uma ortografia única, de uma língua que imparavelmente continuará a evoluir sob formas que divergem ao nível da semântica, da sintaxe e da fonética.

Tentar condicionar esse processo natural - por muito que afirmem que o não tentam... - parece-me tão patético quanto montar um aviário debaixo de água e ficar à espera que os passarinhos aprendam a respirar por guelras...

14
Mai15

AINDA A PROPÓSITO DO AO90


Maria João Brito de Sousa

11062031_977581358942448_3290766747724363722_n.jpg

(Transcrição de comentário deixado no "blog" de uma amiga blogueira)

Bem, eu estou entre os poucos - eu sei... - que há anos optaram por citar artigos, em vez de "posts", e o único estrangeirismo a que aderi incondicionalmente foi "blog"... por uma mera razão estética. Desagrada-me profundamente a palavra blogue. E a palavra blogoesfera, então, soa-me atrozmente "martelada" para fazer jeito aos mais fundamentalistas... mas estou-me nas tintas para coffee-breaks, runnings e outras tretas que tais.

A partir daqui vou-me tornar politicamente incorrecta e assumir que admito - e constato... - que a larga maioria do povo português defende uma língua que desconhece e trata mal. Tão mal que, se eu fosse mais imatura e não acreditasse que as pessoas não avançam se se puserem a correr para trás, diria que bem podem ficar com a porcaria das ervas daninhas que deixaram crescer no campo da língua e continuaria a desobedecer ao AO90, lavando as mãos da responsabilidade dos seus efeitos ao nível colectivo. Mas não, não tenho essa visão e nunca tive o hábito de me desresponsabilizar, desde que entenda que posso contribuir com a minha gota de água para evitar que uma coisa tão importante quanto a língua portuguesa seja completamente desfigurada por uma minoria de tecnocratas cegos - completamente cegos... - à essência, à estética e à maleabilidade gráfica do veículo de expressão de um povo inteirinho.

Colonizem ou ponham "a render" as suas excelentíssimas mãezinhas. A minha língua, não!

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

ADVERTÊNCIA

A maioria das imagens são retiradas da internet. Deixe um comment se não estiver de acordo.

UM BLOG EXPLOSIVO...

... só para "de vez em quando"...
Em destaque no SAPO Blogs
pub