Quinta-feira, 21 de Abril de 2011

SEM TÍTULO

 

 

Parou, olhou, rodou ligeiramente sobre os calcanhares e aspirou o ar frutado de uma tarde pontuada pelo trinar dos melros. Respondeu-lhes, como sempre, alheia a quem passasse. Não exactamente porque passava alguém… apenas alheia, apenas por gostar de si mesma, do aroma da tarde e do canto das aves… e ninguém que entendesse o que naquele instante se passava, poderia impor-lhe a ideia de que pudesse haver uma coisa mais importante para fazer ou sentir.Ninguém.

Afinal, descobrir o canto dos melros no aroma frutado de uma tarde de Abril, para ela – e dela se tratava – era tão imprescindível quanto para outros pode ser o acto de respirar e ela sempre assumira os girassóis que há muito tempo lhe haviam germinado por dentro.

 

 

 

PS -

Desculpem-lhe a falta de título. Não repararam? Pouco importa… é tão só mais um texto de amor, ligeiramente menos ridículo do que as cartas amor e ligeiramente menos óbvio, também. O seu pior defeito é execrar o vulgar ao ponto da náusea. Mata-o sempre que possível, por pura questão de reacção, direi… química. Química, saudável e, sem sombra de dúvida, desejável. No que à literatura diz respeito, claro.

 

 

Maria João Brito de Sousa – 20.04.2011 – 19.44h

sinto-me:
publicado por poetaporkedeusker às 12:54
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De PaperLife a 27 de Abril de 2011 às 11:36
Pode não ter titulo, mas tem o que é mais importante: sentimento :)
De poetaporkedeusker a 27 de Abril de 2011 às 11:50
:) Muito obrigada! É isso mesmo... isto nem se consegue encaixar numa categoria literária... é mesmo um sentimento que me passou para os dedos e deles para as teclas...
Abraço! :)
De Ivete a 20 de Maio de 2011 às 18:06
E não serão os sentimentos, as coisas mais importantes a se passar para as teclas? :))
De poetaporkedeusker a 23 de Maio de 2011 às 12:09
:) Olá, Ivete! Sim, tens razão. Embora existam muitas vertentes linguísticas para investir e trabalhar um texto, sem sentimento nem vale a pena escrevê-lo... pelo menos é assim que eu penso e, pelos vistos, tu também :)
Abraço grande!

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. CAFEZINHO? QUE CAFEZINHO?

. REDUTOR!

. "DIA DE VIVER O HOJE E SE...

. ELA(S)

. CONTOS DE FADAS...

. FELIZ NATAL 2015

. BOAS FESTAS!

. RESOLVENDO A EQUAÇÃO DO S...

. NA CASA

. EM CONVERSA...

.arquivos

. Abril 2018

. Março 2017

. Setembro 2016

. Maio 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Julho 2015

. Maio 2015

. Fevereiro 2015

. Maio 2014

. Abril 2014

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Maio 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Janeiro 2010

. Setembro 2009

. Agosto 2009

.tags

. todas as tags

.os postes mais apedrejados

. Pai

. À luz da lua

. GLOSANDO A POETISA MARIA...

. CONVERSANDO COM MARIA DA ...

. É a arte, solidão?

. SO(LAS)

. “A Linha de Cascais Está ...

. CANTIGA PARA QUEM SONHA -...

. Our story in 2 minutes

. «A TAUROMAQUIA É A ÚNICA ...

.links

.DADOS ESTATISTÍCOS SOBRE O DESEMPREGO

.ADVERTÊNCIA

A maioria das imagens são retiradas da internet. Deixe um comment se não estiver de acordo.

.UM BLOG EXPLOSIVO...

... só para "de vez em quando"...
blogs SAPO

.subscrever feeds